I CRY FOR ANOTHER DEATH OF AN INDIAN RELATIVE IN MATO GROSSO~Índia Tikuna Weena Miguel

I CRY FOR ANOTHER DEATH OF AN INDIAN RELATIVE IN MATO GROSSO.
And since the open media do not show our reality and always protect the interests of politicians, as national President of the Brazilian Indigenous Women I, Tikuna Amazon India We ‘  and Miguel, I say that in my years of struggle by indigenous cause never imagined that one day we would hide the indigenous truth of what actually happens to not be further harmed but I can not mute in the face of so much injustice. (Photos: 1-National President of the Brazilian Indigenous Women We ‘ and  Miguel crying the death of relatives).
The indigenous people is different from all just alike to non-indigenous and, although our justice is blind, but the injustice here we can clearly see a Brazil in which the Ministry of Justice is what else commits injustice; The Ministry of health is what promotes diseases; The Ministry of environment is what destroys the environment and authorizes the sale of land to Indians.
As national Chairman, I come here to speak of a “night” that already last 513 years, without respecting the laws previously adopted, and in the light of the day we still live in this indigenous bang-bang where it is very difficult to be Indian, when so many good guys want to pick us up, accumulating a balance of thousands of deaths and suicides. We believed that we had Recovered our rights to a land that, according to the story, it was our well before Columbus and C get here.
Will these problems of demarcation of our villages Guarani and Terena of Mato Grosso and the entire Brazil do not lead to think that: If Indian still need to prove that has land in Brazil, I ask: where were the 6 million Indians who lived in Brazil when Cabral arrived here?
Should I inform relatives and friends, the PEC (proposed constitutional amendment) is moved by economic interests of “ruralist” take our tribal lands, where the lives of these corrupt are not worth more than the lives of indigenous peoples, where the Constitution and the Magna Carta still possess rights of national sovereignty over our tribal lands. In the same region in the State of Mato Grosso, in the time when we talk about racial equality and human rights, in November last year the Guarani Kaiowá cacique Nísio Garg was murdered, being the body taken by gunmen and the media refused to disclose; and this not to harm the interests and image of Brazil before the 2014 FIFA Confederations Cup and the image of the Presidency of the Republic. I ask you please to help me to disclose this, because we want this message gets into the hands of some international NGOS, or some authority connected to international human rights so that they can help us, because it’s the only chance of freiarmos, since the mafia that is behind the ongoing genocide is infiltrated into all branches of governmental agencies, entities and even in Congress, and there are few who have the courage to speak or do something, because the mobsters threaten and kill without hesitation.
Call us Indians land thieves, but I should remind you that “theft” is you get in a land already inhabited by 6 million Indians, declare as “discovery” and register to the world as being property of Portugal, in the name of God and in the name of the fair and the cross of her son Jesus Christ. While this is legal and by right, everyone will be able to do as well as the no land, no cars, no money, no mobile phone, invade houses, invade the farms, ranches and villages, stealing their belongings, declare that found, register as your property and then spread to the world.
Desire here that my words are like arrows hard that after the shooting they not return more without reaching its target, the right destination and fair.
MORE JUSTICE and less BLOOD to the BRAZILIAN INDIGENOUS PEOPLE in THESE 513 YEARS alike!
Photo
  • EU CHORO POR MAIS UMA MORTE DE UM PARENTE INDÍGENA NO MATO GROSSO. E já que as mídias abertas não mostram nossa realidade e sempre protegem os interesses dos políticos, como Presidente Nacional das Mulheres Brasileiras Indígenas Eu, Índia Tikuna do Amazonas We’e’ena Miguel, venho dizer que nos meus anos de luta pela causa indígena jamais imaginei que um dia nós indígenas teríamos que esconder a verdade do que realmente acontece para não sermos ainda mais prejudicados, mas não posso me silenciar diante de tanta injustiça. (Fotos: 1- Presidente Nacional das Mulheres Brasileiras Indígenas We’e’ena Miguel chorando a morte de parentes).
    O povo Indígena é diferente de todos iguaizinhos aos não indígenas e, embora nossa justiça seja cega, mas as injustiças aqui podemos ver claramente num Brasil em que o ministério da justiça é o que mais comete injustiça; O ministério da saúde é o que mais promove doenças; O ministério do Meio Ambiente é o que mais destrói o meio ambiente e autoriza a venda de terras com índios dentro dela.
    Como presidente nacional, eu venho aqui falar de uma “noite” que já duram 513 anos, sem respeitarem as leis anteriormente aprovadas, e à luz do dia nós indígenas ainda vivemos neste bang-bang onde é muito difícil de ser índio, quando tantos mocinhos querem nos pegar, acumulando um saldo de milhares de mortes e suicídios. Acreditávamos que tínhamos Reconquistado nossos direitos á uma terra que, segundo conta a história, já era nossa bem antes de Colombo e Cabral chegar aqui.
    Será que estes problemas de demarcação das nossas aldeias Guarani e Terena do Mato Grosso e do Brasil inteiro não te levam a pensar que:
    Se índio ainda precisa provar que tem terras no Brasil, eu pergunto: Onde estavam os 6 milhões de indígenas que viviam no Brasil quando Cabral aqui chegou?
    Devo informar aos parentes e amigos que, a PEC (Proposta de Emenda Constitucional) é movida por interesses econômicos dos ruralistas tomarem nossas terras indígenas, onde as vidas destes corruptos não valem mais que a vida dos povos indígenas, onde pela constituição e pela Carta Magna ainda possuímos direitos de soberania nacional sobre nossas terras indígenas. Na mesma região do Estado de Mato Grosso, em plena época em que se fala de igualdade racial e direitos humanos, em novembro do ano passado o cacique Guarani Kaiowá Nísio Gomes foi assassinado, sendo o corpo levado pelos pistoleiros e os meios de comunicação se negaram á divulgar; e isto para não prejudicar os interesses e imagem do Brasil perante a Copa das Confederações 2014 e a imagem da presidência da república. Te peço por favor que me ajudem á divulgar isso, pois queremos que esta mensagem chegue às mãos de alguma ONG internacional, ou alguma autoridade ligada á direitos humanos internacionais para que possam nos ajudar, porque é a única chance de freiarmos isto, uma vez que a máfia que está por trás do genocídio em curso está infiltrada em todos os ramos de órgãos oficiais, entidades e até no congresso, e são poucos os que têm a coragem de falar ou fazer alguma coisa, pois os mafiosos ameaçam e matam sem hesitar.
    Nos chamam de índios ladrões de terra, mas devo lembrar que “Roubo” é você chegar numa terra já habitada por 6 milhões de índios, declarar como “descoberta” e registrar para o mundo como sendo propriedade de Portugal, em nome de Deus e em nome da dura e justa cruz do seu filho Jesus Cristo. Quando isto for legal e por direito, todos poderão fazer também como os sem terra, sem carros, sem dinheiro, sem celular, invadir as casas, invadir as fazendas, chácaras e aldeias, roubar seus pertences, declarar que achou, registrar como sua propriedade e depois divulgar para o mundo.
    Desejo aqui que minhas palavras sejam como flechas certeiras que depois que as disparo elas não voltam mais sem alcançar seu alvo, destino certo e justo.
    MAIS JUSTIÇA E MENOS SANGUE PARA O POVO INDÍGENA BRASILEIRO NESTES 513 ANOS IGUAIS!

    Índia Tikuna Weena Miguel
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: